Instituição

  • História
  • Missão, Visão e Valores
  • Organograma
  • Orgãos Sociais
  • Documentos Institucionais

O Centro Paroquial de Ariz situa-se na freguesia de Bem Viver, pertencente ao concelho de Marco de Canaveses. Bem viver ou Bem-Viver foi um concelho, suprimido em 1852, e que ocupava a zona sul do actual concelho de Marco de Canaveses.

A sua sede era na freguesia de Sande. Teve foral em 1514. Era constituído pelas freguesias de Ariz, Avessadas, Favões, Magrelos, Manhuncelos, Paços de Gaiolo, Paredes de Viadores, Penha Longa, Rosem, Sande, São Lourenço do Douro e Matos.

Tinha, em 1801, 6136 habitantes. Após as reformas administrativas do início do liberalismo, foram desanexadas do concelho as freguesias de Avessadas, Manhuncelos, Paredes de Viadores e Rosem, que integraram o concelho de Soalhães.

Foram, em compensações, integradas em Benviver as freguesias de Alpendura, Santa Clara do Torrão, Várzea do Douro e Vila Boa do Vispo Tinha, em 1849, 9626 habitantes. Este concelho surge de um antigo condado, oferecido a Muninho Viegas, pelos êxitos alcançados no sul de Portugal, em combate contra os "mouros", pela mão de D. Afonso Henriques. Esse condado, com o nome de "Allerizi", abrangia toda a freguesia de Ariz. Nesta mesma freguesia ainda hoje podemos encontrar monumentos fundamentais que faziam da freguesia de Ariz o centro do concelho de Bem-Viver: a casa do "Conde de Ariz" (casa grande), o antigo tribunal, uma antiga prisão e a conhecida forca de Ariz. Com a reforma administrativa de 2013, esta designação (na forma "Bem Viver") foi recuperada para designar a freguesia criada pela agregação das antigas freguesias de Ariz, Favões e Magrelos.

O Jardim de Infância está integrado com o Salão Paroquial de Ariz, e surgiu para dar resposta a uma necessidade social. O Centro apresenta uma parte remodelada (parte do J.I.) e a restante foi construída de raiz (salão). Este é composto por quatro salas de Jardim de Infância (neste momento, uma delas é destinada ao funcionamento do prolongamento de horário), uma cantina, uma cozinha, uma sala de atividades extra-curriculares, duas salas de arrumação, um vestiário, uma sala de atendimento aos Encarregados de Educação, duas casas de banho para adultos e uma para alunos.

Missão da Instituição:

- Contribuir para uma melhoria global do ambiente da escola e da comunidade;

- Tomar consciência de que simples atitudes individuais podem, no conjunto, melhorar o ambiente global.

 

Valores da Instituição:

- Criar condições que promovam o sucesso educativo de todos os alunos, especialmente daqueles que se encontram em situação de risco de exclusão social e escolar.

- Formar cidadãos ativos, intervenientes, solidários e respeitadores dos princípios do estado de direito democrático.

- Promover não só o sucesso pessoal, educativo e profissional dos alunos, mas também a formação contínua da população escolar, e contribuir para a melhoria de qualificações da população da região.

- Servir bem a Comunidade Educativa, de acordo com os parâmetros de exigência, rigor, qualidade, disponibilidade e imparcialidade que devem ser, hoje, exigidos por todos os cidadãos de uma sociedade moderna, tecnologicamente avançada e globalizada.

- Promover ações que aproximem o Centro Paroquial de Ariz de outras instituições e comunidades escolares, nacionais e internacionais, fomentando o estabelecimento de intercâmbios, acordos e parcerias com outras pessoas e organizações.

- Comprometer-se em implementar e desenvolver medidas de diferenciação positiva, graduais e de acordo com as necessidades, tendentes a assegurar reais oportunidades de sucesso escolar e educativo a todos os seus alunos.

- Respeitar as tradições, inovar nos métodos de ensino e de organização, desenvolver projectos ambiciosos, estabelecer prioridades pedagógicas, administrativas e orçamentais com vista à consecução dos seus objectivos e à participação activa na construção da sociedade em que se insere.

 

Visão e Eixos Prioritários da Acção:

- Ações de apoio à melhoria das aprendizagens.

- Ações de regulação do clima escolar e de gestão de percursos escolares dos alunos (prevenção do abandono, insucesso ou indisciplina).

- Ações de relação escola-famílias-comunidade e parcerias educativas.

- Ações no domínio da gestão e organização do Jardim de Infância

Direção : 

Presidente: Pe. José Carlos Lima Rosa

Vice - Presidente: Manuel Luís Pereira Almeida

Secretário: António Joaquim Monteiro Teixeira

Tesoureiro: António Moreira Pinto

Vogal: Joaquim Teixeira Vieira